Destaques

Devolução do auxílio emergencial dobra após operações prenderem fraudadores

Pouco mais de 117 mil pessoas devolveram o auxílio emergencial de R$ 600, concedido pelo governo federal a famílias de baixa renda durante a crise econômica causada pela pandemia de Covid-19, por terem recebido o valor indevidamente.

No total, o valor devolvido foi de R$ 113,6 milhões, referente a quaisquer parcelas do auxílio de R$ 600. Os dados foram obtidos via Lei de Acesso à Informação (LAI).

O número de pessoas que devolveu o auxílio emergencial cresceu exponencialmente a partir de 12 de junho, quando foi divulgado o primeiro levantamento de quantas pessoas haviam feito a devolução do valor antes de serem intimados pela Justiça.

Entre 12 de junho e 7 de agosto, foram registradas uma série de ações das autoridades como forma de combater o recebimento ilegal do valor. Como resultado, o número de pessoas que optou por devolver o dinheiro voluntariamente mais que dobrou.

A plataforma foi aberta em 18 de maio deste ano. O site (acesse aqui) é para as devoluções – por livre e espontânea vontade, no primeiro momento – do auxílio de R$ 600 caso acreditem ter recebido o benefício fora dos critérios. É preciso informar somente o CPF.

Apesar do crescimento registrado no último mês, o número de beneficiários que devolveram o auxílio é pequeno se comparado com o total de fraudes identificadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Mais de 620 mil pessoas teriam recebido o benefício irregularmente.

(Metrópoles)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm