Regionais

Governo do Ceará recomenda medidas mais restritivas nas cidades de Crateús, Icó, Russas, Juazeiro do Norte e Tauá

O governo do Ceará recomendou, em decreto publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), neste domingo (18), medidas mais restritivas contra a Covid-19 nas cidades de Crateús, Icó, Russas, Juazeiro do Norte e Tauá, no interior do Estado. O decreto de isolamento social aponta dados epidemiológicos verificados pelas autoridades de saúde como justificativa para recomendação.

O decreto reforça, ainda, que os municípios intensifiquem as fiscalizações e adotem medidas de isolamento social que evitem a aglomeração de pessoas para conter a disseminação do vírus.

“Em função dos dados epidemiológicos verificados pelas autoridades da saúde, deixa-se recomendação aos municípios de Crateús, Icó, Russas, Juazeiro do Norte e Tauá para que reforcem a fiscalização e adotem medidas de isolamento social mais restritivas para conter a disseminação da Covid-19, especialmente quanto à redução de aglomerações”, afirma o decreto.

Neste sábado, o governador do Estado, Camilo Santana (PT), afirmou em uma publicação em suas redes sociais ter enviado um ofício ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) solicitando providências para prevenir ações praticadas no contexto da campanha eleitoral de 2020 que estejam em desacordo com as regras sanitárias estabelecidas para segurança da população contra a Covid-19, previstas nos decretos estaduais.

“Tenho visto imagens absurdas de desrespeito às normas sanitárias em alguns atos de campanha, o que estaria provocando aumento de casos em alguns municípios […] ficou estabelecido que o próximo Decreto Estadual, que entra em vigor a partir de segunda-feira (19), terá recomendações de restrição maior nesses municípios onde está havendo aumento de casos”, disse o governador.

Camilo também informou que não haverá qualquer avanço no Plano de Reabertura pela segunda semana. “Isso faz-se necessário justamente por conta dos indicadores que apontam aumento de casos em algumas áreas, embora havendo queda nos números gerais do Estado”, aponta.

(Com G1)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm