Destaques

Ceará inicia vacinação contra a Covid-19

O Ceará iniciou a vacinação contra Covid-19 poucos minutos depois da chegada das primeiras 218 mil doses da Coronavac em Fortaleza. Cinco profissionais do Hospital Estadual Leonardo da Vinci e um líder indígena foram imunizados na unidade de saúde. Pouco depois, no Hospital Geral de Fortaleza, outros cinco profissionais também foram vacinados.

Em coletiva realizada no aeroporto, o governador Camilo Santana agradeceu ao Ministério da Saúde, e a todos que colaboraram para a chegada das vacinas no Ceará, incluindo a Força Aérea Brasileira (FAB), a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros, e a Fraport, mas principalmente aos profissionais de saúde. “Ao longo de quase um ano, os nossos guerreiros estão na linha de frente, atendendo e acolhendo as pessoas, e esse é o nosso objetivo. Foi uma luta para chegar até aqui, mais agora vamos iniciar a nossa campanha de vacinação”, explicou.

Com essa primeira remessa de imunizantes, o Ceará vai vacinar 109 mil pessoas, já que cada uma precisa de duas doses para garantir uma melhor defesa do corpo contra o vírus. “Já há um cronograma de vacinas montado pela Secretaria da Saúde do Estado, para Fortaleza e o Interior. Estamos com expectativa de receber mais doses ainda nessa semana do Ministério da Saúde”, ressaltou Camilo.

No Estado, a prioridade será para profissionais de saúde da linha de frente de combate à Covid-19 de unidades públicas e privadas, que serão imunizados nos locais onde trabalham, e idosos institucionalizados (que residem em asilos). Todos os grupos da Fase 1 serão vacinados na medida que cheguem mais lotes nas próximas semanas.

A distribuição das vacinas é feita por aviões, helicópteros e caminhões. Além dos imunizantes, o Governo do Ceará já garantiu a compra de seringas, agulhas, álcool, algodão e refrigeradores. “Receber as vacinas contra a Covid-19 aqui no Ceará é um momento muito emocionante. É um sentimento de esperança para a população, para que a gente possa superar esse momento tão desafiador que já tem quase um ano convivendo com a Covid-19”, destacou Camilo.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm