Segurança

Ministério Público requer prisão preventiva de homem que mantinha mãe em cárcere privado no município de Boa Viagem

O Ministério Público pediu nesta quinta-feira (21), a prisão preventiva de homem autuado por manter a mãe em cárcere privado há mais de um ano, no município de Boa Viagem. Na representação, o promotor de Justiça Alan Moitinho Ferraz pediu à Justiça a homologação da prisão em flagrante, bem como a conversão em prisão preventiva.

Conforme apurado pela Promotoria, o representado foi preso e autuado em flagrante no dia 20 de janeiro de 2021, pela Polícia Civil. Além de manter a mãe em cárcere privado, o homem privava a genitora de condições mínimas de sobrevivência, sendo o responsável pelo recebimento do benefício da mãe e das outras irmãs com deficiência.

Assim, o promotor de Justiça Alan Moitinho Ferraz representou pela prisão preventiva considerando que a periculosidade concreta do representado ficou evidenciada pelos relatos e fatos apresentados, razão pela qual é necessária a garantia da ordem pública e da integridade física e psíquica da vítima, que é de idade avançada, reforçando a vulnerabilidade dela.

“A imposição de medidas cautelares diversas da prisão não se mostra suficiente, ao menos por ora, para o caso aqui concretamente analisado. Soa paradoxal acreditar que o flagranteado pudesse se comprometer a responder a todos os chamamentos judiciais e a permanecer em seu endereço, indispensáveis deveres para quem pretende o benefício da liberdade provisória”, salienta o promotor.

 

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm