Destaques

Pré-Estação chuvosa fica cerca de 60% abaixo da média

A Pré-Estação de 2020/21 terminou com chuvas abaixo da média. O balanço parcial da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) indica que o observado foi de 59,8 milímetros contra os 130,3 mm, o que representa um desvio negativo de 54,2%.

Durante os meses de dezembro e janeiro, todas as macrorregiões apresentaram precipitações abaixo da normal climatológica para o período. O Cariri, que é a área com maior média histórica, apresentou, de forma absoluta, as maiores chuvas, totalizando 136,1 mm.

“Se considerarmos somente o mês de janeiro deste ano, as precipitações ficaram 48% abaixo da normal. Se a gente lembrar do mesmo período do ano passado, as chuvas ficaram acima da normal, 43%, ou seja, totalmente diferente. Em 2019, os dados foram 10% acima da média, por exemplo”, comenta a gerente de Meteorologia da Funceme, Meiry Sakamoto.

Apesar do prognóstico para o trimestre de fevereiro a abril indicar 50% de probabilidade de chuvas abaixo da média, os registros da Pré-Estação não têm relação com o período principal de precipitações do Estado. Em 2016, por exemplo, choveu em janeiro quase o dobro do esperado, 92% acima da média.

“As chuvas da Pré são ocasionadas, principalmente, por influência de frentes frias e Vórtices Ciclônicos de Altos Níveis (VCAN). Já na quadra, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), é o principal sistema indutor”, explica Sakamoto.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm