Segurança

Janeiro registra queda nos índices de roubos e furtos no Ceará

Operações policiais, investigação policial, reforço na ostensividade em abordagens e cumprimentos de mandados judiciais contra alvos que estão foragidos da Justiça nos 184 municípios do Ceará. O fortalecimento em estratégia e inteligência contribuiu para a redução nos índices de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP), que reúne todos os tipos de roubos, e também nos furtos no Ceará, em janeiro deste ano. A queda nos furtos no primeiro mês de 2021 em comparação ao mesmo período do ano passado foi de 25,7%, reduzindo de 5.118 para 3.801. Enquanto os roubos recuaram 3,4% no mesmo intervalo, com retração de 4.940 para 4.771 registros.

Para o secretário da Segurança Pública, Sandro Caron, os índices são indicativos de muito esforço empregado pelas forças policiais do Estado e pelo planejamento de ações focadas na prevenção de crimes graves. “Esses crimes impactam muito na percepção de segurança do cidadão, são crimes de extrema gravidade. A estratégia empregada deste o início do ano já vem trazendo os primeiros frutos. Começamos o ano com essa redução e fica aqui o compromisso da Secretaria da Segurança Pública na continuidade dessas ações, na intensificação dessas operações, das investigações e das abordagens realizadas pela Polícia Militar”, destaca.

Os dados são da Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública do Estado do Ceará (Supesp), vinculada da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS). Os números são contabilizados a partir dos registros feitos em todas as delegacias do Estado. Com base nessas estatísticas, as Forças de Segurança mobilizam equipes para que, cada vez mais, essas ocorrências sejam evitadas, além de subsidiar a tomada de decisão dos profissionais da Polícia Militar do Ceará e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE).

“Importante destacar também que acabamos de lançar, no mês de janeiro, a ferramenta Status, que é mais uma ferramenta de tecnologia desenvolvida aqui na Secretaria da Segurança Pública, através da parceria do programa Cientista Chefe. É uma ferramenta que permite a todos os gestores da segurança pública no Ceará, nos mais diversos níveis, tomar decisões sabendo exatamente onde estão ocorrendo as maiores incidências de crimes, como os CVPs”, revela o titular da segurança estadual.

Prisões

O resultado da queda nos índices pode ser explicado pelas ações planejadas de segurança pública no mês de janeiro. Ao todo, 2.524 adultos e adolescentes foram capturados em ações policiais ocorridas em todo o Estado, seja por meio de cumprimento de mandados de prisão ou em procedimentos realizados em flagrante. Em média, as Forças de Segurança do Ceará retiraram mais de 81 pessoas com envolvimento em crimes ou atos infracionais para realização de procedimentos policiais nas delegacias do Estado, por dia, no primeiro mês do ano.

Mais de 2.500 pessoas envolvidas em crimes são capturadas em ações policiais no mês de janeiro no Ceará

Dados

No acumulado de janeiro deste ano em relação ao ano passado, o Ceará apresentou uma diferença 1.317 ocorrências a menos, ou seja, uma média de 42 casos registrados a menos por dia. Foram 5.118 casos de furto no ano anterior e 3.801 em 2021. Fortaleza, Região Metropolitana da Capital, Interior Norte e Interior Sul apresentaram queda, com destaque para a Capital, que reduziu 29,7%, saindo de 3.011 casos em 2020 para 2.116 neste primeiro mês do ano.

Já os roubos diminuíram em 169 casos, de 4.940 em 2020 para 4.771 ocorrências este ano, com cinco roubos a menos na média diária do mês de janeiro. Os destaques vão para a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e a Capital, que apresentaram queda de 18,9% e 3,4%, respectivamente. A RMF saiu de 903 registros para 732, enquanto a Capital apresentou 3.306 em janeiro deste ano contra 3.424 do ano passado.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm