Destaques

Bolsa Família terá que ser devolvido a 8,6 mil famílias cearenses

Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) vai beneficiar 8 mil e 600 famílias do Ceará, que tiveram os pagamentos do Bolsa Família interrompidos pelo Governo Federal. A reintegração dessas famílias excluídas do Programa Bolsa Família foi concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello, depois que vários governos estaduais no Nordeste entraram com ação.

A decisão vai beneficiar essas famílias que tiveram sua situação financeira agravada por conta da Pandemia. O Governo tem 20 dias para reintegrar essas famílias sob pena de pagar multa diária de R$ 100 mil. O prazo dessa liminar já está contando desde o dia 08 de abril. Essa medida cautelar foi ajuizada no STF pelos estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba. Nela, os autores buscam a preservação do benefício enquanto durar a pandemia.

Muitas dessas famílias vivem em situação de extrema vulnerabilidade social e que tiveram seu agravamento por conta da Pandemia.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Conteúdo Protegido !!