Segurança

Tamboril: Dois menores apreendidos e um maior preso no meio do mato disseram que se esconderam com medo de morrer

Para muitos, a operação da polícia em Tamboril, tão alardeada há semanas anterior, já chegou ao seu fim. O aparato policial que não foi mais visto pela população nas ruas do município, fez com que muitos chegassem a essa conclusão. Mas a situação que se desenha na cabeça de alguns, não condiz com a realidade. A estratégia utilizada pelo Coronel Adrianizio e seus comandados mudou e muitos não perceberam.

A prova disso foi à apreensão de dois adolescentes e a prisão de um maior de idade ocorrida no fim de semana. Segundo a Polícia, eles estavam em um matagal próximo à Cacimbinha, localidade que fica a poucos quilômetros da sede do município. A descoberta do trio no local se deu após intenso trabalho do serviço reservado do 7º Batalhão de Polícia Militar, que obtiveram informações de movimentação estranha no local e após intenso trabalho chegaram aos citados.

A captura do trio teve início por volta das 5h da manhã do sábado (29). Uma equipe da Força Tática participou da ação. Os policiais adentraram no matagal e após mais de uma hora, chegaram ao esconderijo. Um cerco policial foi montado com o objetivo de não se ter fuga. Quando o trio percebeu, já não havia como fugir da ação.

Na cabana improvisada no meio do mato, debaixo de uma moita, os policiais encontraram armas, drogas, balança de precisão, celulares, munição e dinheiro. Um dos menores tem 15 anos e mora no Bairro Monte Azul. O Segundo tem 17 anos e mora na Rua do Estádio. O maior é Francisco Joelson, 18 anos, ele disse que estava no local porque tinha ido deixar comida para seus amigos.

Conduzidos para Delegacia Regional, os adolescentes foram ouvidos e disseram que estavam escondidos no mato porque teriam recebido ameaças, ficaram com medo de morrer e resolveram se esconder no mato em um local de difícil acesso. Segundo a Polícia, eles assumiram a autoria da pichação do Estádio Municipal de Tamboril, ocorrida um dia antes de serem presos.

Os três foram ouvidos e autuados por tráfico de drogas, porte ilegal de arma e trágico de drogas. Os menores foram liberados e o maior encaminhado para o Centro de Triagem, onde permanecerá à disposição da justiça.

Compartilhe!

Feiticeiro Fm

Cópia de conteúdo proibida!