Destaques

Aposentados e pensionistas do INSS que tiveram benefício suspenso ainda precisam fazer a prova de vida

Após as idas e vindas entre o presidente Jair Bolsonaro e o Congresso Nacional, a promulgação da Lei 14.199, que suspende a obrigatoriedade da prova de vida a beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social, até o fim deste ano, tornou a medida válida para beneficiários que precisariam realizar o procedimento a partir de outubro. Sendo assim, aqueles que precisavam realizar a prova de vida até o mês de setembro, continuam com essa obrigação.

De acordo com o INSS, os beneficiários que deveriam ter realizado a prova de vida até setembro de 2021 devem fazer o procedimento para desbloquear o benefício. A suspensão da obrigatoriedade é válida somente para os beneficiários que teriam que realizar a prova de vida a partir do mês de outubro. Isso porque a suspensão é referente a obrigatoriedade da prova de vida. Ou seja, aqueles que não realizarem o procedimento não terão seu benefício bloqueado.

Ou seja, aqueles que, por algum motivo, não realizaram o procedimento e estão com o pagamento suspenso, vão precisar fazer a prova de vida para retomar o recebimento do benefício. Vale lembrar que, após a suspensão do pagamento, se o procedimento não for realizado num prazo de até seis meses, o benefício será cessado. Nesse caso, é preciso que o segurado solicite a reativação do benefício pelo Meu INSS.

(Com Ceará Agora)

Compartilhe!

Feiticeiro Fm

Cópia de conteúdo proibida!