Regionais

Prefeitura de Crateús acusa Enel de cobrar dívida milionário indevidamente

A Prefeitura de Crateús, no interior do Ceará, acionou a Enel Distribuição Ceará na Justiça por cobrar indevidamente o valor de R$ 1 milhão da gestão municipal. De acordo com o procurador geral do município, Emanoel Castro, a empresa cobra o valor, que afirma existir sem quitação, há mais de 15 anos.

“Identificamos por parte da Enel a cobrança de um débito milionário, no entanto, são cobranças que não conseguimos reconhecer. Foi necessário recorrer à justiça para que a dívida fosse anulada. Esse valor indevido é cobrado há mais de quinze anos e dificulta os requerimentos da Prefeitura”, explica Castro.

A cobrança ilegítima tem afetado a credibilidade da Prefeitura e ocasionado empecilhos operacionais no processo de entrega de equipamentos públicos, pois equipamentos públicos só recebem a instalação elétrica após determinação judicial.

A Prefeitura de Crateús pede que a Justiça obrigue a Enel a suspender a cobrança e a devolver o valor cobrado indevidamente. A empresa ainda não se manifestou sobre o caso.

O caso da Prefeitura de Crateús é um exemplo de como as empresas de energia elétrica podem cobrar indevidamente os consumidores. É importante que os consumidores estejam cientes de seus direitos e tomem medidas para evitar ser vítimas de cobranças indevidas.

Compartilhe!

APP FEITICEIRO FM

PÚBLICIDADE INSTITUCIONAL

Feiticeiro Fm