Destaques

Pequenos negócios no Ceará são responsáveis por 76% dos empregos formais criados no Estado

As micro e pequenas empresas (MPE) do Ceará foram responsáveis pela criação de 36.866 empregos formais no período de janeiro a setembro deste ano. O número representa 76% de todos os empregos com carteira assinada criados no Estado neste período. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O resultado, conforme o Sebrae, é superior ao registrado nos primeiros nove meses de 2022, quando os pequenos negócios cearenses contribuíram com a criação de 36.489 empregos.

A maioria dos empregos criados pelas MPE no Ceará em 2023 vieram do setor de Serviços, que gerou 15.901 postos de trabalho formais. Em seguida, aparecem os setores da Construção, com 9.938; o Comércio, com 6.138; e a Indústria da Transformação, com 3.763 empregos criados no ano.

Só em setembro, do total de 10.483 empregos formais criados no Ceará, 6.850 vieram das Micro e Pequenas Empresas. Este resultado é o segundo melhor das MPE no ano, ficando atrás apenas do registrado no último mês de agosto, quando os pequenos negócios contribuíram com a criação de 7.587 empregos com carteira assinada.

O presidente do Sebrae Ceará, Ricardo Cavalcante, destacou que o resultado é resultado do trabalho de fortalecimento das MPE realizado pelo Sebrae, em parceria com o Governo do Estado e outros parceiros.

“O Sebrae Ceará tem trabalhado para fortalecer as MPE cearenses, por meio de ações de capacitação, consultoria e acesso a crédito. Esse trabalho está gerando resultados positivos, como a criação de empregos e o aumento da renda dos empreendedores”, afirmou Cavalcante.

O levantamento do Sebrae Ceará também mostra que as MPE cearenses são responsáveis por 58% do PIB do Estado.

Compartilhe!

Feiticeiro Fm

PUBLICIDADE

error: Conteúdo Protegido !!