Regionais

Crateús: Cânion do Rio Poti é reconhecido como monumento nacional pelo Senado Federal

A Comissão do Meio Ambiente do Senado aprovou, nesta quarta-feira (4), um projeto de lei de autoria da senadora Janaína Farias (PT) que classifica o Cânion do Rio Poti, localizado na região dos Sertões de Crateús, como monumento nacional. O projeto de lei PL 1.353/2024, que recebeu parecer favorável do senador Cid Gomes (PSB), agora seguirá para apreciação da Câmara dos Deputados.

A senadora Janaína Farias, ao justificar a proposta, enfatizou a importância natural e estética do Cânion do Rio Poti, situado entre os estados do Ceará e Piauí. “A aprovação do projeto é motivo de grande felicidade, pois essa homenagem ao cânion não só reconhece sua beleza, mas também tem o potencial de atrair investimentos e fortalecer o turismo na região”, afirmou a senadora.

O senador Cid Gomes, responsável pelo parecer favorável, destacou o impacto positivo que a designação do Cânion do Rio Poti como monumento nacional pode ter para as comunidades locais. “O cânion contribui para o desenvolvimento sustentável e o bem-estar das populações próximas, graças ao seu grande potencial geoturístico”, explicou Gomes.

O Cânion do Rio Poti é conhecido por suas impressionantes formações geológicas, com paredões que chegam a 60 metros de altura, esculpidos pela correnteza do rio. Essas formações criam cavernas naturais e outras formas de beleza singular. Além disso, muitas das rochas no local apresentam gravuras rupestres, distintas das encontradas em outros sítios arqueológicos da região.

Com a aprovação do projeto na Comissão do Meio Ambiente, o próximo passo será a análise da proposta pela Câmara dos Deputados, onde espera-se que o reconhecimento do cânion como monumento nacional traga benefícios adicionais para a preservação ambiental e o desenvolvimento econômico da área.

Compartilhe!

APP FEITICEIRO FM

PÚBLICIDADE INSTITUCIONAL

Feiticeiro Fm