Policial

Mulher pede na Justiça acesso ao conteúdo do Whatsapp do marido

Mulher desconfiada de traição entrou na justiça de Santa Catarina para tentar exigir acesso ao conteúdo do Whatsapp do marido. O caso ocorreu durante o plantão deste final de semana do juiz Alexandre Morais da Rosa, na 4ª vara criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

Wazapp-for-Nokia-N9

De acordo com o magistrado, o processo é de violência doméstica e corre em segredo de justiça. “Houve uma discussão com agressões – por parte do marido – porque a mulher queria saber com quem ele estava falando nas mensagens do celular”, explicou o juiz, em entrevista ao Correio.

O Juiz afirma que o processo de violência doméstica e corre em segredo de justiça. “Houve uma discussão com agressões – por parte do marido – porque a mulher queria saber com quem ele estava falando nas mensagens do celular”, explicou o magistrado, em entrevista ao Correio Brasiliense.

Em entrevista ao The Times o presidente do Whatsapp comentou que “Os amantes agora podem trocar fotos picantes de si mesmo e temos visto adúlteros usando o serviço para manter três ou quatro relações simultâneas”. Atualmente o WhatsApp tem mais de 600 milhões de usuários em todo o mundo. A Associação Italiana de Advogados Matrimoniais (AMI) tem dados que apontam que na Itália, o aplicativo é citado em 40% das provas de infidelidade, em processos de divórcio e adultério.

(Ceara Agora)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm