Destaques

PRF realiza ação de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes no Ceará.

Na noite dessa sexta-feira (13), policiais rodoviários federais realizaram ações de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes em Fortaleza e nas cidades de Russas e Aracati.

As ações, que aconteceram simultaneamente em outros 11 estados, fazem parte da Operação Mapear que tem como foco o enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes, bem como a proteção de menores em situação de risco.

A cada dois anos, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) implementa em todo o país o mapeamento dos pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais. Esta ação faz parte do “Projeto Mapear”, criado em 2003, quando foi realizado um levantamento de vários pontos com características que poderiam tornar o local suscetível a ocorrência desse tipo de crime, tais como: iluminação, vigilância, circulação de pessoas, prostituição de adultos, consumo de bebidas, entre outros.

Na época, o objetivo do projeto foi obter dados e indicadores que pudessem ser estudados e monitorados para que fossem desenvolvidas estratégias em vários setores, visando à prevenção, o enfrentamento e a efetiva proteção de crianças e adolescentes vítimas de abusos e crimes diversos.

Durante os meses de novembro e dezembro de 2015, a PRF levantou 1262 pontos vulneráveis à ocorrência de exploração sexual de crianças e adolescentes – ESCA- nas rodovias federais em todo o país, sendo que 612 pontos desse total foram considerados críticos e de alto risco.

No mês de abril de 2016, foi realizada a confirmação de 42 pontos com fortes indícios de exploração sexual de crianças e adolescentes para, assim, subsidiar a Coordenação de Operações da PRF nas ações de combate e repressão a esse tipo de prática criminosa.

No Ceará, foram realizadas fiscalizações ostensivas e preventivas em pontos localizados às margens das BRs 116 e 304, mas não foram identificados menores em situação de vulnerabilidade. Os policiais realizaram abordagens educativas em estabelecimentos comerciais, distribuíram cartazes e panfletos acerca do tema e orientaram os proprietários e frequentadores dos locais da importância do enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes.

(Site da PRF)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm