Segurança

Detento é morto por espancamento dentro da cadeia pública de Ipaporanga.

Francisco Lucas Rodrigues, 21 anos, estava cumprindo pena na cadeia pública da cidade de Ipaporanga, desde fevereiro, quando foi flagrado por policiais militares, realizando a venda de drogas em Ararendá, cidade onde residia. No dia da prisão ele foi levado para a Delegacia e autuado em flagrante. Como a cadeia pública de Ararendá encontra-se interditada pela justiça por falta de estrutura para abrigar os detentos, Lucas vinha cumprindo pena unidade ´prisional de Ipaporanga.

Na manhã deste sábado (09), ele passou mal e foi socorrido para o Hospital São Lucas de Crateús, depois de receber os primeiros socorros em Ipaporanga. Passada algumas horas de sua internação, o detendo veio a óbito. A principio foi divulgado de que o mesmo poderia ter sofrido um infarto fulminante. O corpo de Lucas foi levado para o Núcleo da Perícia Forense em Tauá, onde se constatou através de laudo médico que a morte do detento se deu por espancamento. 

Não há informações sobre a motivação e a autoria destas agressões que levou Lucas a morte. 

Ele também respondia pelo crime de tortura, que teve como vítima um adolescente. Em relação a este crime e com base nas acusações, Lucas teria na compainha de mais 03 homens e uma mulher, no mês janeiro de 2016, torturado com requintes de crueldade, espancamento e ameaças, chegando inclusive a cortar o órgão sexual de um adolescente. A ação foi toda filmada pelo bando e o vídeo foi postado nas redes sociais e disseminado em aplicativos de mensagens instantâneas.

Depois de cumprir parte da pena, o acusado foi posto em liberdade, quando voltou a ser preso por tráfico de drogas.

A polícia abrirá inquérito para apurar o caso.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm