Regionais

Presidente do PCdoB questiona propostas de pré-candidatos à prefeitura de Tamboril

Faltando mais de um ano para eleição municipal, muitos nomes já se lançaram para a disputa do pleito. O Presidente Municipal do PCdoB, Dr. João Luiz, manda nota para o blog questionando as propostas dos pré-candidatos a prefeito do município.

VAMOS A NOTA.

Temos ouvido notícias sobre possíveis candidatos à prefeitura de Tamboril, apresentando-se como 1a., 2a., 3a, 4a. via ou como outra opção para que o cidadão tamborilense possa fazer sua escolha.
Porém, uma reflexão é necessaria: qual de fato será a proposta desses possíveis candidatos? Será que estão levando em consideração a situação econômica, social e de precariedade e empobrecimento do nosso povo?

Bom, vamos aqui mostrar alguns dados para serem pensados. Segundo o IBGE/2018, a cidade de Tamboril possui um salário médio de 1.6 salários mínimos, porém a proporção de ocupação em relação ao número de habitantes é apenas 5,2%, ocupando a posição de número 4954 entre os 5570 municípios do país. Não obstante 57,3% da população tem um rendimento per capita até 1/2 salário mínimo, portanto essa média de 1.6 salários não corresponde com a maioria dos rendimentos dos tamborilenses.

Outro dado para ficar preocupado é que somente 11.6% da população urbana possui esgotamento sanitário, sem considerarmos a zona rural, fazendo que tamboril ocupe a posição 123 entre 184 municípios do estado, que implica na falta de políticas públicas para começar a sanar essa triste realidade, podendo, entre outras coisas, contribuir com a alta taxa da mortalidade infantil (3,5 x 1000 nascidos vivos), deixando a cidade na preocupante posição 164 entre as 184 cidades do estado.

A pergunta a ser feita, diante desses dados, o que cada uma das “vias” realmente apresentará uma proposta, um projeto político que de fato seja para o beneficio dos cidadãos tamborilenses?
Aguardamos o posicionamento deles.

João Luiz Araújo
Presidente municipal do PCdoB

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm